Xamanismo - 24


Viagem Interior Xamânica


Pantera Negra


Com um profundo sentimento
de admiração
você chama sua amiga,
a pantera negra.
Imediatamente a noite está caindo,
a noite profunda, escura.
Silenciosa no silêncio,
aproximando-se,
escura na escuridão,
você pode sentir à sua esquerda
essa elegância felina,
essa presença
selvagem, amiga, invisível,
De repente, à sua esquerda,
dois olhos brilham.
E você começa a Ver.
A pantera negra em você
está se espreguiçando,
e você começa a Ver
com os olhos dela.
Escolhendo uma situação
do seu cotidiano,
invisível você começa a andar
no astral da situação,
na noite escura
onde se escondiam os segredos,
percebendo, de antemão,
além das aparências,
o que estaria para acontecer,
e com o poder selvagem da Natureza,
com o divino poder animal,
o poder da Natureza,
o poder da pantera negra,
em amizade com o luar,
você age de maneira inspirada.
A aura que irradia de você,
o luar que irradia de você,
modela os acontecimentos
de maneira inspirada,
de maneira natural.


Próxima (25) | Índice | Anterior (23)


Fonte do Texto

O site www.dassigny.com.br autorizou a reprodução dos seus textos. Infelizmente esse site não existe mais, desde 2015, pelo menos. Adaptei o título e o subtítulo principal nas páginas deste setor do sítio.


Buscar no Site


Buscar na Web


Home