> Poesias de Euro Oscar, página 8. Coletânea.

Poesias de Euro Oscar


Página 8


The_Globe_kittens_(HS85-10-13446-1)

Tive a ideia de inserir imagens de gatos com livros, junto às minhas poesias. Todas as 14 páginas deste setor contém fotos da Wikimedia.

Existem em outros lugares da rede muitas fotos de poetas e de escritores com seus gatos e algumas até compartilhei em redes sociais, tempos atrás. Mas ainda não as relocalizei, e isso demandaria um certo tempo. Então, isso fica para depois. A prioridade é atualizar várias centenas de páginas e incluir outras tantas aqui no site. Envio cordiais saudações a todos (as) vocês e lhes agradeço muito pelas suas visitas.

Índice

O Ser Humano e o Planeta;
O Ser Humano e o Planeta (com acróstico);
Mais Luz nas Atitudes.


O Ser Humano e o Planeta

Tanto o planeta Terra como este microuniverso,
que é o ser desumano, têm a mesma proporção
de água e mágoa: cerca de "se tenta, por certo."
E o bom-senso humano? O consenso é de que é pouco,
quase louco. Há conserto? Reúna-se o conselho!

Enquanto o planeta erra e berra em torno do Sol,
a humana saúva erra e falha, quase nada se salva.
Ficaria viúva a Terra, se o homem se extinguisse.
Em que penso? Dê-me um lenço! o bom-senso é pouco,
quase rouco estou. Há conserto? Reúna-se o conselho!

De que o homem carece para sobreviver?
Água, ar, terras! Parece que nada sobra. Vá ver!
Destrói, e isso lhe distrai. Distribui mil poluições.

Dano imenso. Choro intenso. O consenso está rouco,
quase louco ficou. Há conserto? Reúna-se o conselho!

Que exista visão abrangente. O planeta é o pleno lar.
Resista, então, minha gente! Em prancheta, a planear.
Sonho intenso! Queimo incenso. Recompenso o louco
de fé, que estou. "Há conserto!", ponderou o conselho!

Copyleft. Cópia permitida, citando-se o autor Euro Oscar
e o site www.eurooscar.com. Se na Internet, pôr um link.


O Ser Humano e o Planeta
(Versão com acróstico)

Existem no ser humano e no planeta Terra,
Uns “se tenta, por certo” de água e mágoa. Louco,
Rouco consenso, pouco bom-senso. É imenso o choro.
O dano é imenso. Em que penso? Dê-me um lenço!
O que sobra? Vá ver. Para sobreviver, vamos planear.
Salva-se algo, humana saúva? O planeta é o pleno lar.
Conserto, só com visão abrangente, urgente. Poluição!
Ares, águas, terras, tudo! Destruição como distração.
Rezo, queimo incenso, sonho com bênçãos, tudo refeito!

Copyleft. Cópia permitida, citando-se o autor Euro Oscar
e o site www.eurooscar.com. Se na Internet, pôr um link.


Mais Luz nas Atitudes

Pensamentos e sentimentos de séculos.
Péssimos suprimentos; em séquito.
Alimentos da atmosfera do planeta,
elementais ferozes, de crimes e maldades,
como um creme de lama sobre o belo bolo.

Na mente acendamos a lâmpada da bondade,
e que os anjos, lá de cima, com lanternas,
farejem nossos minúsculos pontos de luz.
Ó luz, irradia! A grande maçã é remediável.
Vem, nutre-nos, luz da Via-láctea-mesa!

Mágica luz, música-luz, medica a lesa Terra!
Raça humana, que mais arrasa que irmana,
roça com essa luz a névoa funda e hedionda,
brinca de brunir a bruta bruma de séculos,
des-destroça e brinda, abraça a mãe redonda.

E que os anjos nos angariem dos astros o brilho,
do Sol todo o ouro e da Lua a inteira prata,
e se vá dissipando a neblina de eeeeras.
Discípulos da luz, despindo-se dos disparates...
Desponta no horizonte mais luz...Novo tempo!

Cópia permitida, citando-se o autor Euro Oscar e o site https://www.eurooscar.com.
Se na Internet, incluir o link.


Próxima (9) | Índice | Anterior (7)


Fonte da Imagem

Wikimedia Commons:
640px-The_Globe_kittens
_(HS85-10-13446-1)
Editei a foto para ela ficar mais leve e a página ser carregada mais rapidamente.


Buscar no Site


Buscar na Web


Home