Discursos de Sai Baba

Sejam Exemplos do Serviço Altruísta

Data: 7/07/2009 – Ocasião: Guru Purnima1 – Local: Prashanti Nilayam


(Nota dos Editores: na manhã de 7 de julho, dia do Guru Purnima, quatro funcionários seniores e suas esposas foram homenageados no Salão Sai Kulwant, Do Instituto Superior de Ciências Médicas Sri Sathya Sai, A.V. Appa Rao, supervisor financeiro e A.V. Sathyanarayana MUrthy, engenheiro chefe da Universidade Sri Sathya Sai; o Prof. Nanjundaiah, supervisor de provas e o Prof. A.V. Lakshminarasimham, arquivista. À noite, Bhagavan Baba chamou novamente o Sr. Appa Rao, o Prof. Nanjundaiah e suas esposas para a varanda. Depois disso, Bhagavan Baba fez este discurso).


Encarnações do Divino Atma!

Pela manhã, não houve tempo para falar sobre estas pessoas.

Desde que o nosso hospital iniciou as suas atividades, Appa Rao tem trabalhado lá como auditor. Durante quatorze anos, trabalhou intensamente, dia e noite. Estou satisfeito com o trabalho dele. Ele veio aqui com a única intenção de oferecer serviço altruísta, sem qualquer outro motivo. Aquelas foram as etapas iniciais do Hospital de Super especialidades, por isso havia muito que fazer dia e noite. Ele, sozinho, teve de atender a tudo: recebia as embalagens de medicamentos, conferia e catalogava. Foi meticuloso, conferindo todos os detalhes. Trabalhou totalmente satisfeito. Ao longo desses quatorze anos, nunca ambicionou por nada. Não aceitou nem mesmo um único centavo. Atualmente, todos, no hospital, recebem de vinte a trinta mil rúpias2. Mas ele não aceitou qualquer pagamento. Tinha de subir e descer as escadas muitas vezes, todos os dias, enquanto cuidava dos suprimentos, dos pacientes, das enfermeiras e dos médicos, cuidando de tantas coisas sempre sozinho. Também nunca se queixou para Mim.

Foi-se atualizando. Nunca ineficiente em seu trabalho. Eu mesmo costumava vê-lo de vez em quando, indagando sobre o trabalho. Devemos expressar a nossa gratidão a um trabalhador tão dedicado.

Com grande compaixão por ele, disse-lhe: “Appa Rao, agora o número de pacientes que acorrem ao nosso hospital cresceu demais. Mentalmente, é claro, você está muito bem, mas, fisicamente, você está fraco, portanto descanse em casa. Você veio para servir a Swami. Não houve, absolutamente, qualquer tipo de falha em seu serviço”.

A sua esposa também o auxiliava, cuidando adequadamente dele em casa, preparando meticulosamente as suas refeições e o que mais lhe fosse necessário. Ele não tem o hábito de alimentar-se fora de casa. Assim, quando era preciso, ela costumava enviar a sua refeição para o hospital.

Appa Rao também tem cuidado dos pobres de várias maneiras. Ofereceu ajuda aos necessitados em muitas cirurgias cardíacas. Costumava enviar medicamentos grátis às casas desses pacientes, até mesmo após terem recebido alta. Trabalhou arduamente. Meu coração se enternece com o seu serviço. Como podemos abandonar uma pessoa assim, que trabalhou tanto? Todos, inclusive os estudantes, buscavam a sua ajuda. Eu digo frequentemente aos nossos alunos, “Ajudar sempre, ferir jamais.”

Nós não cobramos sequer um centavo das pessoas ao prestar-lhes serviços médicos. O nosso hospital sempre doa e nunca recebe. Ele ofereceu seva (serviço altruísta) com o sentimento de que “este é o meu hospital, o hospital de Swami.” Considera o hospital como sendo seu e o serve altruisticamente. Mesmo quando Eu estava fisicamente ausente, auxiliava-o em tudo que ele fazia.

Como esse é o nosso primeiro Hospital de Superespecialidades, ele precisou trabalhar arduamente pelo seu desenvolvimento. Posteriormente, outro Hospital de Super especialidades foi estabelecido em Bangalore. Existe um departamento de ortopedia também no hospital daqui. Appa Rao tem cuidado de tudo. Gostei do seu trabalho.

Antes disso, ele trabalhou para o governo. Também lá, prestou bons serviços. Como utilizou toda a sua experiência em benefício do nosso hospital, hoje nos reunimos aqui para homenageá-lo.

Seu irmão mais jovem, Murthy, é um engenheiro eletricista. Ele também trabalha conosco. Sempre que ocorre algum problema elétrico, é chamado pelo telefone e atende-nos imediatamente. Mesmo à noite, está sempre pronto para o serviço.

O irmão mais novo, Lakshminarasimham, trabalhou em nossa universidade como arquivista. Também está envelhecendo e precisa de um pouco de descanso. Não se casou, e assim não tem obrigações familiares. Os três irmãos têm contribuído com um bom trabalho. Foram-nos de grande ajuda, apesar dos muitos problemas que tiveram de enfrentar.

Nanjundaiah foi o inspetor de exames, muito amável com todos os estudantes. Trabalhou dia e noite com o objetivo de dar os resultados no devido tempo. Não costumava descansar nem por um momento. Comprometia-se a corrigir as provas, mesmo estando febril. Todos dependiam dele. Tinha de enfrentar muitos problemas para enviar os resultados às faculdades de Anantapur e de Bangalore. Ficamos muito preocupados com as dificuldades que ele teve de enfrentar. A sua esposa também tem cuidado dele em casa, providenciando as refeições a tempo e cuidando meticulosamente de suas demais necessidades.

A Universidade cresceu e ficou muito grande. Em comparação com outras instituições, estamos recebendo mais alunos. Desde altos funcionários a pequenos escriturários da Índia, todos têm grande respeito pelas nossas instituições. Seja no hospital ou na universidade, não há o hábito de cobrar-se pelos serviços prestados em nossas instituições. Nós sabemos apenas doar. Nas organizações Sai, há somente o dar e não o receber.

Recentemente, indicamos um comitê para supervisionar o trabalho do hospital e fornecer a ajuda e orientação necessárias. Também obtivemos alguns aparelhos novos e até importamos equipamentos necessários do estrangeiro. Temos, em nosso estoque, uma boa variedade de livros. A universidade formou muitos Ph.Ds. Este ano, também, quatorze pesquisadores obtiveram o grau de Ph.D3.

Os estudantes depositam grande fé nessas duas pessoas. Elas nos foram de grande ajuda no que diz respeito aos serviços do hospital e às atividades educacionais. Toda a responsabilidade estava sobre os ombros delas. Costumavam enviar-me cartas quando Eu não estava aqui. Perguntava a Nanjundaiah sobre o resultado das provas. Os resultados sempre eram bons.

Agora, decidimos não sobrecarregá-los com essas responsabilidades por mais tempo. Hoje, agradeço-lhes e abençoo-os. Esses dois são os mais destacados dentre aqueles que mais se esforçaram pelos nossos Institutos. Portanto, onde quer que estejam, Swami está sempre com eles, guiando-os e protegendo-os. Eles vieram para cá somente por causa de Swami. Por isso, quis providenciar-lhes casas e mantê-los somente aqui. Tal como eles cuidaram dos pacientes e dos estudantes, quero que, daqui por diante, forneçam a orientação e a ajuda necessária aos recém-chegados nas respectivas áreas. Há muito o que aprender com estas duas pessoas. O que essa organização está fazendo pela sociedade? Como isso está sendo feito? Qual é a responsabilidade deles sob esse aspecto? Tais detalhes devem ser passados para os recémchegados, e devem ser incutidos o necessário zelo e motivação.

A universidade começou apenas com cursos de graduação. Atualmente, estão disponíveis os cursos até o grau de Ph.D.

Atualmente, a nossa universidade e os nossos hospitais são considerados os melhores da Índia. Estou muito feliz, porque vocês contribuíram muito para essa boa reputação e fama. Vocês sempre pertencem a Mim. Nunca pensaram que estavam trabalhando para o hospital ou para a universidade. Vocês trabalharam com o sentimento de que “isto é nosso, isto é de Swami”. É por essa razão que alcançamos todos os prêmios para as faculdades e o ótimo conceito para os hospitais. Mesmo assim, essa informação é fornecida apenas pelos jornais; nós nunca a proclamamos de maneira alguma. Realmente, os nossos hospitais e universidade tornaram-se famosos.

Os estudantes aprenderam muitas coisas com esse tipo de pessoas e evoluíram a altos níveis. Muitos deles, que são Ph.Ds., foram indicados aqui para dirigir essas instituições. Atualmente, muitas disciplinas novas foram introduzidas juntamente com as faculdades convencionais, tais como B.Com4., B.Sc5., M.Com6., M.Sc7., Ph.Ds., etc. Muitos estudantes, apesar de preparados, não conseguem admissão em outras escolas e faculdades. Com grande esperança, voltam-se para nós em busca de ajuda. Eu disse às nossas autoridades que aceitassem também esses estudantes em nossa instituição. Não temos qualquer motivação egoísta. É somente em consideração à angústia de seus pais. Eles nos deram a responsabilidade de cuidar do bemestar e do progresso de seus filhos.

Appa Rao e Nanjundaiah devem ser incumbidos do trabalho de continuar observando, com olhos vigilantes, os interesses dessas instituições. Em outras instituições, os alunos novatos devem pagar e ter recibos. Mas os nossos hospitais e universidade nunca abriram espaço para esse tipo de coisa. Aqui tudo é grátis, grátis, grátis. As pessoas admiram-se de como nós administramos essas instituições, com tantos alunos novatos como esses, sem cobrar sequer um centavo! Eles vêm com as roupas do corpo, e assim os admitimos aqui. Admitimos todos, inclusive os que obtiveram notas de valores médios e transformamo-los em estudantes de “primeira classe.”

Nos outros hospitais, os pacientes precisam dispor de milhares de rúpias para as cirurgias cardíacas. Mas nós não lhes cobramos sequer um centavo. Para nós, o amor e a devoção são os valores mais importantes, não as outras coisas. “Amor para amor, coração para coração.” Nós buscamos somente isso. Eles todos são fonte de grande alegria. Muitos pacientes vêm do Nepal e do Butão em busca de tratamento grátis. Nesse empenho, os estudantes também devem contribuir com a ajuda necessária aos médicos e pessoal autorizado. O nosso hospital e os institutos têm sido sustentados dessa forma nos últimos vinte anos.

Essa orientação também deve continuar no futuro. Sem pedir nada a ninguém, fizemos depósitos de rendimento fixo no valor considerável de 200 a 3008 milhões de rúpias para cada instituto, e eles estão funcionando com os rendimentos oriundos desses depósitos. Eu fiz os acordos necessários nesse sentido. Estamos pagando salários no mesmo nível dos salários do governo. Nós cuidamos de tudo.

Vocês devem esforçar-se para manter todos felizes. Façam os seus pais felizes. Alguns pais são enviados para asilos para idosos quando ficam com pouco dinheiro. Isso não é correto. Vocês devem fornecer o apoio necessário aos seus pais. É sua a responsabilidade de cuidar de seus pais. Mesmo que Swami esteja zelando por sua educação e outras necessidades, o cuidado com os seus pais é de sua responsabilidade. Os pais não devem ser enviados a asilos para idosos. Vocês devem mantê-los em sua companhia e servi-los. Devem trabalhar com afinco para cuidar bem deles. Não é necessário preparar pratos especiais para eles. Basta darlhes aquilo que vocês comem.

Tão logo os estudantes concluem os exames e adquirem um diploma, saem à procura de trabalho.
Quando todas as mulheres saem em busca de emprego, quem cuidará dos afazeres domésticos de suas casas?
Quando elas saem para ensinar outras crianças, quem ensinará os seus próprios filhos?
Quando o marido e a esposa vão para os escritórios, quem cuidará de seus filhos?
(Poema em télugo)

Algumas pessoas privam-se da comida caseira porque não há ninguém em casa para cozinhar. Assim, elas comem o que conseguem. Dessa forma, estão deteriorando a própria saúde. Não há felicidade para a mulher que trabalha fora. Elas gastam o seu valioso tempo indo a clubes. Não têm nenhuma consideração pelos seus filhos em casa, nem se preocupam em alimentálos na hora certa. Deve-se priorizar a nutrição das crianças.

Um alto executivo faz um telefonema para a sua casa e diz ao cozinheiro: “Nós programamos um chá em casa, hoje; providencie tudo.” Mas não há chá, não há açúcar, nem material para fazer chapathis9 ou pakoras10. Esse é o tipo de situação que eles têm em casa. A saúde das crianças também é prejudicada por causa dos hábitos alimentares inadequados e a falta de cuidado dos pais. As crianças tomam água contaminada e prejudicam a sua saúde, porque não há ninguém em casa para orientá-las.

Por que a esposa sai para trabalhar? Quando ela vai à escola para ensinar outras crianças, quem ensinará os seus próprios filhos? É seu dever cuidar de seus filhos. Equivale a receber um bom salário, se puderem ensinar os seus próprios filhos e criá-los bem. É de lamentar-se a condição de uma mulher que falha em cuidar de seu marido e filhos. É suficiente que vocês sejam capazes de providenciar a refeição a tempo e hora e cuidar da saúde deles. Se começam a trabalhar fora, deixando os seus filhos em casa, todo o salário irá para as cozinheiras, babás e faxineiras. A casa fica mal administrada. A quantia que gastam com cozinheiras, babás, etc. será maior do que o salário que receberem. Poderão economizar muito mais dinheiro se cuidarem apenas do seu próprio trabalho. Esse é o tipo de vida que todas as mulheres devem adotar.

Os filhos também devem aprender a contribuir com a ajuda necessária em casa. Assim que chegarem em casa, descubram o que é possível e o que não é possível fazer. O que é necessário imediatamente? Quando há falta de água, o menino não deve ficar parado. Deve, imediatamente, correr para fora com um recipiente e buscar água da fonte mais próxima. Ele não deve pensar, “Eu sou estudado. Por que deverei carregar água?”. A vida familiar envolve tais obrigações domésticas diárias.

Os estudantes devem aprender a fazer os seus pais felizes. O dever dos pais é cuidar de seus filhos. Essa é a educação essencial para todos. Após obterem um grau de Ph.D., não é necessário ir para longe com o objetivo de receber uma quantia adicional de mil rúpias. Se vocês cuidarem de seus filhos e servirem aos seus pais, isso, por si só, é uma grande riqueza.

Hoje em dia, os pais são tratados como serviçais. É suficiente que vocês cuidem de seus pais, seus filhos e de sua família. Essa é a verdadeira educação. Alcançar um primeiro lugar e esforçar-se por um trabalho não é uma coisa sábia. Seja qual for o trabalho que assumirem, deverão ajudar os seus pais. É isso que precisam aprender.

Os estudantes devem imitar pessoas como Appa Rao. “Ajudar sempre, ferir jamais.” Essas são as boas qualidades que vocês devem aprender na Faculdade Sri Sathya Sai. Quando alguma pessoa pobre aproximar-se de vocês, devem primeiro alimentá-la, mesmo que seja com o seu próprio alimento, se necessário. Em vez de ir a um clube e lá gastar o seu dinheiro, é preferível gastá-lo em benefício dos necessitados. É preciso que vocês aprendam boas qualidades e bons hábitos para que possam melhorar a sociedade.

Antes de tudo, vocês devem desenvolver o amor a Deus, temer o pecado e ter moralidade na sociedade. As más qualidades devem ser reprimidas, e a ética deve ser encorajada na sociedade. Quando a moralidade é perdida, de que serve todo o serviço social que vocês fazem? Essas são as lições que devem aprender. Quando seguirem o caminho dos mais velhos, como estes, poderão colher imensa alegria e bondade na vida. Isso se aplica também às moças. Devem aprender com os seus pais os aspectos do serviço e colocá-los em prática. Se fizerem os seus pais felizes, os seus filhos farão vocês felizes.

O que é entendido como moralidade? Não é só ganhar dinheiro e depositá-lo no banco. Abstenham-se de aborrecer os seus pais. Quando amarem a Deus, temerão o pecado. Após adquirirem moralidade, vocês poderão servir amplamente a sociedade. Se forem incapazes de alcançar o amor a Deus, como esperam experimentar o amor humano? Vocês devem cultivar uma boa reputação na sociedade de tal modo que os outros os considerem pessoas boas e úteis. Devem aprender a ajudar com os pais.

A primeira coisa é desenvolver o amor a Deus, temer ao pecado e moralidade na sociedade. Como pode a moralidade ser adquirida enquanto se está preso a atos pecaminosos? Quando se encontrarem com pessoas mais velhas, sempre as respeitem e sirvam a elas.

Hoje, Eu estou homenageando estas boas pessoas para que tentem imitá-las. Isso é que Me dá felicidade. Primeiro, cuidem de seus filhos em casa e estendam a felicidade aos seus pais. Como podem ser felizes enquanto os seus pais não o são? Se hoje amarem os seus pais, amanhã receberão o amor dos seus filhos. Vocês podem ser considerados educados somente quando aprenderem essas duas coisas. Poderão alcançar altos graus, mas quem os amará se não amarem os seus pais? A sociedade os amará quando cuidarem adequadamente de seus pais. Primeiro, coloquem ordem em sua casa e, depois, pensem no progresso da sociedade. É com esse propósito que estou homenageando hoje essas pessoas mais velhas e experientes. Obtenham daí uma lição e sigam os passos deles.


Notas

1 - O dia da lua cheia (Purnima), do mês de Ashadh (julho-agosto) do calendário hindu, é tradicionalmente celebrado como Guru Purnima pelos hindus. Nesse dia, os devotos oferecem puja (adoração) ao seu Guru. Os Gurus são reverenciados nesse dia em homenagem à vida e aos ensinamentos de Vyasa, sábio hindu, nascido nesse dia, que escreveu o épico sagrado “Mahabharata”. No ano de 2009 Sai Baba fez dois discursos: um no dia 6 e outro no dia 7.

2 - Em torno de R$ 800,00 a R$ 1.200,00.

3 - É um grau acadêmico concedido por uma instituição de ensino superior universitário, com o propósito de certificar a capacidade do candidato para desenvolver investigação num determinado campo da ciência (no seu conceito mais abrangente).

4 - B.Com.(Bachelor of Commerce) Bacharelado em Comércio.

5 - B.Sc (Bachelor of Science in Chemistry) - Bacharel em Ciências Químicas.

6 - M.Com. (Master of Commerce) – Mestrado em Comércio.

7 - 7 M.Sc. (Master of Science) - Mestrado em Ciências.

8 - Algo em torno de 8 a 12 milhões de reais.

9 - Tipo de pão indiano.

10 - Tradicional prato indiano que consiste em ricota ou legumes empanados e fritos.



Tradução e revisão da Coordenação de Publicação
Conselho Central do Brasil



Índice dos Discursos

Setor sendo ampliado


Fonte

Organização Sri Sathya Sai do Brasil.
https://www.sathyasai.org.br


Agradecimento

Muito grato à equipe do site da Organização Sri Sathya Sai do Brasil, por ter atendido dois pedidos meus, via mensagens de e-mail, em agosto de 2007: o primeiro deles para utilizar os materiais do seu site; e o outro me consentindo a conversão dos PDFs com os discursos para páginas HTML, para uso neste site.



Buscar no Site

Home