Um orangotango

Os orangotangos são os primatas mais arborícolas e passam a maior parte do seu tempo nas árvores. O seu pelo é tipicamente marrom-avermelhado, ao contrário do pelo dos Gorilas e dos Chimpanzés.

O orangotango (cujo nome vem de duas palavras da língua malaia, que juntas significam "pessoa da floresta") é um gênero de exclusivamente três espécies asiáticas de Grandes primatas. Nativos da Indonésia e da Malásia, os orangotangos são encontrados somente nas florestas tropicais de Bornéu e de Sumatra.

Classificados no gênero Pongo, orangotangos foram considerados uma espécie única. No entanto, desde 1996, eles foram divididos em duas espécies: o orangotango-de-bornéu e orangotando de pretenses (P. pygmaeus, com 3 subespécies) e o orangotango-de-petrences (P. abelii). Em novembro de 2017, foi identificada uma terceira espécie de orangotangos, o orangotango-de-tapanuli (Pongo tapanuliensis).

Os orangotangos são animais territorialistas, para demarcar território o macho dá um grito estrondoso que avisa os outros orangotangos para não entrarem em seu território. São as espécies mais solitárias dos grandes primatas, com laços sociáveis que só ocorrem principalmente entre as mães e seus filhos independentes, que ficam juntos durante primeiros dois anos. Por consequência os machos adultos só procuram as fêmeas uma vez por ano.

As fêmeas vivem em grupos, mas aparentemente sem a mesma hierarquia encontrada em outras espécies de antropóides e aprendem como cuidar dos filhotes com as fêmeas mais velhas. Os filhotes nascem após nove meses de gestação, passando a ficar agarrados aos pelos longos das costas da mãe.


Próxima (52)  -  Anterior (50)

Índice


Fonte do Texto

Adaptado da Wikipédia.


Fonte da Imagem

www.geerts.com


Direitos Reservados

Pesquisa, seleção e edição
por Euro Oscar.



Buscar no Site

Home