Rife, Gênio da Medicina


O Dispositivo Inovador de Rife


A máquina de Priore

A máquina de Priore



A história completa, muito interessante, sobre o escandaloso caso de Priore, que parece ter conseguido a cura do câncer com o uso de uma aparelhagem revolucionária, está no meu livro "Saúde e Nutrição para o Século 21", cujo conteúdo foi triplicado do final de 2005 ao início de 2006, livro registrado na Biblioteca Nacional. As fontes de pesquisa foram textos principalmente em inglês e alguns em espanhol.

Antônio (ou Antoine) Priore: tal como mais modernamente o Dr. Pappas, na Grécia e anteriormente o pioneiro Royal Raymond Rife nos EUA e George Lakhovsky na França, Priore construiu, testou e comprovou, inclusive em humanos que sua avançada máquina curava cânceres terminais de todos os tipos, com quase 100% de eficácia.

O Dr. Pappas, na Grécia, assim como o Dr. Murzeau, em Bordeaux, tentam seguir as suas pegadas. Murzeau inclusive pesquisou, entrevistou e trabalhou com pessoas que foram próximas ao grande Priore, tentando chegar ao enigmático segredo do "ajuste" da máquina, importante para os resultados.

No fim dos anos 60 e no início dos anos 70, século XX, Antoine Priore construiu e testou, em Bordeaux, na França, a máquina dos sonhos da humanidade: conseguiu curar milhares de cânceres terminais, de todos os tipos, e leucemia, em animais em laboratório, com eficácia de quase 100%, em testes rigorosamente controlados cientificamente.

O próprio Priore pensava que a máquina funcionava graças à ionização que produzia. Na verdade ela trabalha com energia do vácuo, com energia escalar, conseguindo ondas em fases conjugadas (ondas longitudinais, que são ondas escalares, e as suas anti-ondas, como num espelho). Para entender isso, concordando ou não com a validade da teoria, podem-se procurar na WEB sites que abordam a Física de Ponto-Zero, ensinada na antiga URSS e na Rússia, mas não nas faculdades do ocidente.

Os soviéticos dominavam secretamente essas teorias, pois estudaram desde a década de 1950 as teorias de Tesla, de Whittaker, "esquecidos" devido a interesses obscuros, p. ex., do petróleo e das distribuidoras de energia elétrica. Só em 1972 o ocidente pôde conhecer os avanços russos, quando um cientista de lá resumiu nos EUA alguns tópicos sobre fase conjugada óptica. Notáveis foram as descobertas de Kaznacheyev, em Alma-Ata (atual Almaty), no Cazaquistão, há algumas décadas.

Priore recebeu o apoio do Governo francês, do primeiro-ministro Jacques Chaban-Delmas, da Organização Mundial da Saúde, de Robert Courrier, secretário permanente da Academia Francesa de Ciências, do prêmio Nobel de Medicina de 1965, Professor André Lwoff, de cancerologistas do Instituto de Pesquisas Villejuif, dentre outros.

Os princípios do invento eram avançados e incompreensíveis para a maioria da comunidade dos médicos. Houve também interesses escusos de bilhões de dólares. Tudo isso levou a boicotes, sabotagens, ameaças, em prejuízo de milhões de doentes e atrasando a própria evolução da humanidade e da civilização.

Na nova versão do meu livro, triplicada, está a história completa desse caso, com detalhes, em várias páginas, e é muito interessante.

O mesmo já ocorrera antes com inúmeros cientistas, desde a Inquisição, p. ex., com Galileu Galilei e com o padre Giordano Bruno. Mais recentemente, com Nikola Tesla, Albert Einstein (no início, só Arthur Eddington creu que a sua Relatividade era correta) Wilhelm Reich (que descobriu e inventou coisas extraordinárias e foi preso e morreu na prisão) e tantos outros mais.

Thomas E. Bearden estudou durante 10 anos o invento e explana que a Física Escalar mostra como funciona a aparelhagem. Convido a todos para que divulguem ao máximo o website de Tom Bearden, www.cheniere.org, e que tentem traduzir os textos, estudá-los, debatê-los, enfim.

O genial Priore não revelou o segredo do ajuste. Sem o exato ajustamento dificilmente se obtém o resultado almejado. Ele sempre dizia que "É muito simples! Qualquer eletrotécnico pode consegui-lo." Temia que o passassem para trás. Em 1983 faleceu e levou com ele o grande e "simples" mistério.

Uma das chaves parece ser a modulação das diversas freqüências de radar empregadas. Essa máquina poderia estar em todas as cidades do mundo.

Bearden afirma que é bem provavel que se possa simplificá-la bastante, conseguindo o efeito de ondas com fases conjugadas a partir de circuitos eletromagnéticos simples, sem necessidade de instrumentos ópticos.

Os projetos seriam especificos, com design e engenharia de acordo com a Álgebra de Clifford ou noções teóricas de quaternions. Terrence W. Barrett aponta que a simplificação é possível, com a obtençãco das ondas conjugadas em fase (ondas e anti-ondas, conforme o inglês E.T. Whittaker mostrou em 1903 e 1904) e da respectiva ampliação dos sinais do padrão dediferenciado do potencial quântico da doença, que é justamente o oposto, ou seja, é o padrão eletromagnético de cura desejado.

Assim os custos seriam bem acessíveis e se poderia ter algumas dessas máquinas em cada hospital e clínica, em cada país.

Priore demonstrou curas não só para cânceres e leucemias terminais mas também para doença do sono e aterosclerose, desentupindo eficazmente as artérias e veias, mediante uma variação no tratamento. O eminente imunologista Pautrizel, que trabalhou com ele, demonstrou convincentemente que os sistemas imunológicos dos animais tratados pela máquina foram não só restabelecidos como fortalecidos. Bearden garante que essas máquinas podem resolver totalmente o terrível mal que é a AIDS, de forma simples, sem complicações.

Esse aparato de Priore foi testado com surpreendentes resultados em dezenas ou centenas de casos humanos de desenganados, como derradeira esperança e misteriosamente esses arquivos desapareceram, mesmo assim restaram diversos depoimentos e testemunhos irrefutáveis, bem como registros, alguns dos quais você acha na nova versão do meu livro.

O site de Tom Bearden possui centenas de páginas do mais relevante interesse. Muito do que é apresentado não é ainda ensinado nas Universidades e Faculdades do Ocidente, porém, secretamente tudo isso vem sendo muito bem estudado, desenvolvido tecnológica e militarmente há algumas décadas, por uns 10 países. Ainda que não se possam substituir de imediato o petróleo (pela energia livre, do vácuo) nem a eletricidade, devido ao caos que sobreviria na Economia (oscilações de ações nas bolsas e desemprego em massa de milhões de cidadãos) já seria conveniente discutir os temas, com os novos e desconhecidos conhecimentos e experiências, em busca de novos rumos e soluções, em prol do planeta e da raça humana, até para a nossa sobrevivência, a do meio-ambiente, a da espécie, a do planeta.

Euro Oscar, 31 de março de 2003.


Dispositivos Semelhantes

Rife | Lakhovsky | John Crane | Índice de Saúde Holística


Direitos Reservados

Euro Oscar
www.eurooscar.com


Buscar no Site


Home