O Tao do Ocidente - 39


Caminho de um Viajante: 78 a 93


Diversão como antigamente


78 - Admirável Mundo Novo

Reli o "Admirável Mundo Novo" de Huxley. Como admirável? Este mundo reflete a ação do homem, e as coisas são como se sabe. Seria notável o Admirável Homem Novo...

79 - Tentar frugalidade

Café simples, almoço frugal e nada de janta. Quem diria?

80 - Exercitando a paciência: III

Marquei a passagem para chegar às 9. São 8 e meia e ainda estou no meio do caminho. O homem põe e Deus dispõe.

81 - Sobre autovalorização

Já dei muito de mim, sinceramente muito mesmo. Agora está na hora deles fazerem.

82 - De autopiedade

Será que ainda ando me lamentando muito? Será que há ainda muita autopiedade?

83 - Sobre normas rígidas: I

Fiquei semanas sem anotar nada. Acho que estas coisas não se devem forçar.

84 - Para que servem as notas

Estas anotações todas devem ser relidas? Creio que devem, no mínimo para riscar aquelas que não serviram para nada.

85 - Encontro com velhos amigos

Encontrei o N... na rua. Ficamos falando de música umas duas horas. É um camarada notável.

86 - Sobre normas rígidas: II

Fiz uma revisão completa nos planos de aula.

87 - Frases que fazem sentido

1. Saber-se fraco é ser forte.

2. Desejar crescer já é sabedoria.

3. O decidido desejo de liberdade aponta o caminho da libertação.

88 - De crescimento

Há 3 formas de crescimento: pelo conhecimento, pela sabedoria e pela iluminação.

89 - Ética e moral

Algo vai mal quando se substitui a ética pela moral, a integridade pelas convenções, o direito pela justiça.

90 - Fim de romance

Terminamos. Numa boa.

91 - Sobre minimalização: V

Não se reduzem os bens com a intenção de punição; isso é bobagem e não tem valor nenhum. O objetivo é, ao reduzir as opções, dispersar menos e economizar energia.

92 - Crer no Tao

Se eu acredito no Tao? Claro, então não estou vendo todos os dias?

93 - Autoavaliação

Fiz uma avaliação do processo de crescimento, e concluí que vai indo bem. Sei que é um trabalho permanente e que vai me exigir atenta vigilância.

Próxima (40) | Índice | Anterior (38)


Fonte do Texto

O Tao do Ocidente.
Direitos reservados
© 2000. P. G. Romano.
pgromano@hotmail.com
Agradeço a esse autor por
permitir que esta obra
seja aqui veiculada.


Fonte da Imagem Editada

Autor: Sasin Tipchai (Tailândia).
Autorizada pelo site Pixabay.


Direitos Reservados

Pesquisas, seleções, adaptações,
edições e digitações: Euro Oscar.


Buscar no Site


Home