Histórias Infantis Baseadas nos Ensinamentos de Buda



Página 47


Porisada, o Antropófago

É mesmo até espantoso que o rei estivesse tão viciado em comer carne humana que relutou em desistir de seu mau hábito, embora isso lhe custasse perder o conforto e a luxúria da vida que tinha no seu próprio palácio. E embora seja assim quando as pessoas se tornam realmente viciadas em qualquer coisa - não importa o quanto você racionalmente tente convencê-las, irão fazer qualquer coisa para satisfazer seus vícios.

Foi assim então com o rei, que estava agora em exílio. Ele vivia numa distante selva, tendo apenas o cozinheiro como companhia e esperava na margem da estrada por qualquer desafortunado mercador ou viajante que acontecesse passar por ali.

Após algum tempo as pessoas da cidade começaram a ouvir falar de um estranho homem que comia pessoas, embora alguns não acreditassem nas histórias. Portanto, o antigo rei de Benares tornou-se conhecido como Porisada - o comedor de homem. Bem, ele não dava a mínima para isto, na verdade, pois ficaria igualmente feliz comendo mulheres e crianças!

Com o tempo, Porisada tornou-se tão famoso que poucas pessoas iam a qualquer lugar próximo a onde ele vivia. Exceto e tão somente estranhos descuidados. Portanto estava muito difícil para Porisada e seu cozinheiro caçar e encontrarem alguém.

Um dia eles retornaram de mãos vazias, mas Porisada disse, "Não se preocupe, prepare os molhos e acenda o fogo como de costume pois eu irei conseguir alguma carne hoje de qualquer forma."

A essa altura o cozinheiro estava deveras alarmado pela sua própria segurança, porém teve de fazer como Porisada disse, uma vez que Porisada era um tremendo atleta, e vivendo na selva ficou ainda mais forte e em forma. Não havia jeito de que o cozinheiro pudesse escapar. Pode-se imaginar exatamente o que aconteceu. Porisada agora estava sozinho e tinha de caçar longe e extensamente para encontrar suas infelizes vítimas.

A tradução deste texto é uma preciosa colaboração de Teresinha Medeiros dos Santos.

A história continua na próxima página.

Próxima (48) | Índice | Anterior (46)


Nota deste Site

Estas histórias são textos educativos infantis com ensinamentos budistas, salutares como aulas ou lições de vida para todas as idades. O moral de cada história serve como exemplo que pode influenciar na escolha de atitudes e decisões corretas, lapidando o caráter e a conduta.

Depois de cuidadosa análise procedi algumas mudanças nesta área do site: renomeei o título principal, que era Parábolas Budistas, para Histórias Infantis Baseadas nos Ensinamentos de Buda. Também reorganizei a distribuição das histórias e adaptei os textos para o Novo Acordo Ortográfico. O site todo, que é educativo, sempre busca apresentar o português correto e atual em todas as páginas, sem palavrões nem gírias chulas. E o mesmo em relação às páginas em inglês.

A disposição atual das histórias infantis no índice das páginas é um pouco diferente da anterior, por isso algumas das histórias mudaram de página e o número total delas passou de 48 para 50.


Fonte

www.maisbelashistoriasbudistas.com
As Mais Belas Histórias Budistas, página criada por Sandro Neto Ribeiro, a quem muito agradeço pela oportunidade de aqui compartilhar valiosos materiais do seu interessante site. Com meus votos a ele de muito sucesso e felicidade.



Buscar no Site


Home