Temas Espirituais,
Mediunidade, etc.


Página 166

Individualidade Espiritual


Por Nelson Vilhena Granado


Não há no universo dois seres que tenham todas suas características ondulatórias iguais, de tal modo que, o conjunto oscilatório emitido em cada instante caracteriza perfeitamente a individualidade emissora. Isso acontece porque acompanhada à emissão de qualquer manifestação do indivíduo, sempre estará também sendo emitida uma senha vibratória que caracteriza univocamente a individualidade espiritual.

Esta chave vibratória é uma espécie de senha digital energético-vibratória-espirituaI identificadora do emissor. Devido a isso, todo e qualquer conjunto de ondas emitido por alguém, mesmo que esteja camuflado ou disfarçado, é perfeitamente determinado e identifica a individualidade emissora. Estes registros e impregnações associados a cada ser, informam tudo a seu respeito: origem, procedência, idade, grau de evolução, atividades, intenções etc.

Seres evoluídos conseguem identificar e caracterizar as fontes emissoras simplesmente pela proximidade com elas. Para o atual estágio de evolução do Homem terrestre tal propriedade não se verifica. O primitivismo ainda domina todos os campos e níveis de percepção do ser humano terreno atual.

Há, no entanto, pessoas que conseguem desabrochar no plano material, certos sensores atingindo níveis de percepção fora do comum. São homens e mulheres que possuem dons especiais de vidência, audiência, clarividência, mediunidade aumentada etc. Esse aumento de níveis de percepção ocorre, porque circuitos oscilantes específicos para estes atributos são ativados, em função de tarefas que a pessoa deverá realizar na presente encarnação e são desencadeados a partir dos registros arquivados na mente espiritual. Essas propriedades sensitivas são potencializadas para que a pessoa realize tarefas prometidas quando do seu planejamento para encarnar.

Se o Homem contemplado com essas qualidades, vai ou não usar adequadamente seus poderes, depende do seu livre-arbítrio e ele é o único responsável por tal decisão.

Mas as emanações ondulatórias não se originam apenas em circuitos oscilantes localizados no Homem. Toda obra da Criação do Pai é fonte de radiação.

Na verdade toda matéria e energia, em suas inumeráveis formas de vibrar, de aglutinar, nas suas múltiplas frequências, densidades e dimensões, do Universo Manifestado emite, recebe, armazena, registra, potencializa, enfim, participa intensamente desse mar cósmico de emanações, recepções e informações.

No que diz respeito aos seres humanos, todos os seus atos, procedimentos, intenções, pensamentos, desejos, vontades, enfim, tudo que ocorre em cada vida física e espiritual, é emanado, registrado e arquivado indelevelmente em circuitos físicos, espirituais e cósmicos, de tal modo que eventualmente podem ser resgatados. Além disso, esses registros dão ao próprio cosmos uma diretriz de conduta e encaminhamento de sua história. Já nos foi dito que "o infinito é o museu da eternidade".

É como se na sutilíssima matéria primordial que gera toda manifestação do Pai, houvesse uma teia energética que em cada instante vai se moldando ao registrar cada momento de existência de tudo que há na criação de Deus. Essas marcações cósmicas, quando localizadas nos vários níveis vibratórios de um determinado planeta, como por exemplo a Terra, servem como guia e como repositório histórico de informações para culturas, povos, nações, raças etc. Quando atingem um certo nível vibratório, desencadeiam sintonias que estimulam condutas.

Ao tempo certo, que ainda virá, vai ser possível resgatar a história planetária terrestre a partir da leitura desses arquivos superiores onde estão registrados todos os acontecimentos pretéritos, os quais, muitos deles por ignorância do Homem, quando documentados em bibliotecas da Terra, foram destruídos, queimados, alterados, adulterados ou escondidos.


Notas de Wagner Borges

Trecho do livro "Dimensionalis - Preparação para a Grande Revelação",
de Nelson Vilhena Granado, Wanel Editora.
Nelson é coordenador do Grupo de Estudos Phisiom.
Tel.: (11) 3271-0830 / 9129-3872.
E-mail: phisiom@uol.com.br

Texto extraído do Jornal Vimana, nº5 – pg 12.

Próxima (167) | Índice | Anterior (165)


Fonte

Postado por: Admin (Wagner Borges) em quarta 03 de Agosto de 2005 às 12:07, no seu site www.ippb.org.br .


Agradecimento

Wagner Borges concedeu-me muito gentilmente, via e-mail, em 11 de setembro de 2007, permissão específica para aqui aproveitar os interessantes e úteis materiais do seu amplo site do IPPB. Muitíssimo obrigado ao Wagner pela sua generosa e inestimável colaboração. Mais detalhes aqui.


Pesquisar no site:


Home